Textos

MINICONTO: Débil vaticinador

Ana Mello
27/08/2015


Desde menino acreditava ter poderes. Podia ouvir o que os outros pensavam, fazê-los agir sob o seu comando.
Gostava de imaginar que podia mudar o rumo das coisas.
Mandava embora o homem do jornal. Fazia seu nariz sangrar.
Naquele dia exagerou, cruzou a rua sem olhar.


Cadastre-se para receber dicas, artigos e informações de concursos

 

 

Comentários:

Envie seu comentário

Nome :
E-mail :
Cidade/UF:
Mensagem:
Verificação:
Repita os caracteres "201807" no campo.