Textos

Troca

Ana Mello
26/08/2015


Os paradigmas estão aí para serem quebrados, mas às vezes é difícil acreditar nas exceções. Sempre acreditei que depois dos cinqüenta anos qualquer mudança radical, importante, é quase impossível. Que ninguém consegue mudar suas atitudes depois de tanto tempo aprendendo, experimentando, adaptando seu comportamento.

Pois tenho uma amiga que tem setenta e oito anos e mudou radicalmente de atitude perante a vida. Claro, ela sofreu uma perda, ficou viúva de um casamento com maisde cinqüenta anos. É certo, quando acontece algo de muito impacto as pessoas podem mesmo mudar. Mas o interessante é que essa minha amiga era dedicadíssima ao esposo, fazia tudo para ele. Alcançava a toalha no banho, servia o prato no almoço, buscava um copo d’água a qualquer hora. Carinhosa, amiga.

Porém tinha um temperamento autoritário e controlador, pessimista na maior parte do tempo. Nunca era feliz por completo, sempre tinha um “é, mas pode acontecer algo ruim”.Ele era o otimismo em pessoa, sempre tranqüilo, apaziguador, confiante.

Quando ficou viúva, temi que ela ficasse deprimida, fechada em casa, temendo o futuro, já que vivia para ele.Levou um tempo para se recuperar, sofreu, mas tocou a vida com fé e confiança. Arrumou a casa, está cuidando da aparência, demonstrando alegria e esperança no futuro, não importa como ele venha. Que venha bem.

Eu diria até que ela assumiu a personalidade do marido que morreu, quase totalmente. Ficou apenas com a fibra e a força que já possuía.Se é possível, eu não sei, mas aconteceu.


Cadastre-se para receber dicas, artigos e informações de concursos

 

 

Comentários:

Envie seu comentário

Nome :
E-mail :
Cidade/UF:
Mensagem:
Verificação:
Repita os caracteres "121109" no campo.